December 17, 2018

Please reload

Posts Recentes

Relate ou Explique para os ODS – uma análise crítica da BSD Consulting

July 4, 2019

1/6
Please reload

Em destaque

Relato Integrado, o futuro dos Relatórios Corporativos

Entre os dias 14 e 15 de Março, Richard Howitt, o novo CEO do IIRC (International Integrated Reporting Council), esteve no Brasil para falar sobre o IIRC e o framework do Relato Integrado (“IR”). A BSD esteve presente em um dos eventos que contou com sua participação, promovido pela Comissão Brasileira de Relato Integrado e destacamos na sequência os principais pontos.

 

Em sua fala, Richard deixou claro que o framework do IR não é simplesmente “mais uma diretriz de relato”, ou  um “conjunto de informações a serem coletadas e comunicadas”, mas sim uma ferramenta para que as instituições relatoras passem a implementar o pensamento integrado em sua gestão.

 

Segundo ele, o framework vai ao encontro de uma mudança de mindset, o direcionamento de ações e investimentos saindo do curto para o longo prazo. E esse é o tipo de mudança que não tem um alto custo, mas requer tempo. No contexto do Brasil, essa transição ainda precisa ser entendida e trabalhada, de modo que as empresas passem a usar o framework do IR e aproveitem seus benefícios, tanto internos quanto externos, como a melhoria de reputação no longo prazo. Prova desse diferencial do IR é a quantidade de empresas aderindo a esse modelo de relato. De acordo com Richard Howitt, há atualmente cerca de 1500 empresas no mundo fazendo relatórios integrados, onde apenas no Brasil são mais de 120. Mas para estimular ainda mais a adoção do IR, Richard ressalta que as organizações tem que comunicar com mais frequência que estão adotando o Framework como ferramenta e compartilhar seus processos de integração e resultados.

 

Por fim o CEO do IIRC lembrou que é importante também ensinar os universitários sobre o relato integrado e o framework, pois os alunos de hoje serão os CEOs no futuro. Para apresentar o IR aos CEOs das empresas, o IIRC tem promovido cursos sobre o processo de Relato Integrado, que hoje já acontecem em diversos países, inclusive no Brasil.

 

Alinhado a esse discurso do Richard Howitt, em 2 de Março de 2017, o Sócio-diretor do BSD Group Felipe Arango, escreveu um artigo para a Newsletter do IIRC, que aborda justamente a necessidade de construir conhecimento organizacional para alavancar o pensamento integrado nas organizações. O treinamento é o primeiro passo para implementar esse processo de maneira mais robusta nas empresas.

 

Leia o artigo na íntegra abaixo, traduzido para o Português:

 

A necessidade de se construir capacidade organizacional para o pensamento e o relato integrado – publicado em 2 de Março, 2017

 

Na BSD Consulting, nós acreditamos firmemente na importância da alocação apropriada de capital para criar valor ao longo do tempo. Para que isso seja alcançado, precisamos de uma mudança na forma como nós administramos e comunicamos valor atualmente e partir para uma nova abordagem – que reconheça a importância das ligações entre modelos de negócios organizacionais, os capitais e os seus impactos na criação de valor a longo prazo.

 

Apesar do movimento de relato ter percorrido um longo caminho em relação à divulgação de impactos, ainda há uma grande lacuna na mensagem que os investidores estão recebendo. Atualmente, dados financeiros e não financeiros são tipicamente relatados separadamente. Embora a melhoria dos dados seja, sem dúvida, útil, essa fragmentação falha na divulgação de um aspecto importante – as ligações entre capitais financeiros e não financeiros e como elas são administradas. Fatores como valor de marca, fidelidade dos consumidores e empregados e a posição de mercado estão associados à viabilidade a longo prazo de modelos de negócio e crescimento sustentável. Investidores institucionais e outras partes interessadas querem, cada vez mais, saber quão bem as organizações entendem essas associações e seus impactos na criação de valor em longo prazo.

 

Infelizmente, os atuais métodos de comunicar separadamente as divulgações financeiras e não financeiras não abordam esta questão.

 

O Relato Integrado oferece às organizações um mecanismo para demonstrar e implementar uma abordagem integrada à gestão e comunicação de capitais organizacionais. O Framework Internacional de Relato Integrado foi desenvolvido pelo IIRC para acelerar a sua adoção ao redor do mundo, juntamente com o seu Programa de Treinamento, que visa desenvolver as competências dos indivíduos e criar capacidades a serem implantadas nas organizações.

 

Como um grupo de consultoria global que fornece soluções personalizadas para a gestão de sustentabilidade, nós entendemos a necessidade de construir capacidades organizacionais para o pensamento e relato integrado dentro do framework holístico. Nós fomos a primeira organização a juntar-se ao IIRC como parceira global de treinamento. Nós acreditamos que essa parceria nos oferece a oportunidade e as ferramentas para melhorar a adoção do relato integrado em benefício de todas as partes interessadas.

 

Através da implementação global do nosso Programa de Treinamento, nós visamos:

 

• Promover melhores práticas de gestão através do Pensamento Integrado – uma avaliação sistemática e rigorosa dos capitais de uma organização através de uma lente integrada, os impactos de e sobre uma organização e suas ligações umas com as outras pode melhorar a compreensão de riscos, oportunidades, melhorar a tomada de decisões e alocação de capitais e mudança de ação. Também pode levar à adoção do pensamento integrado – relatos influenciam pensamento (e vice-versa) – a prática de se fazer um esforço deliberado e coordenado para conectar estratégia, governança, desempenho e perspectivas, que impulsionam tomadas de decisão e ações integradas que consideram a criação de valor a curto, médio e longo prazo.

 

• Melhorar a comunicação sobre desempenho através do Relato Integrado – a comunicação clara, completa e compreensível do desempenho e das práticas organizacionais tem benefícios óbvios para partes interessadas internas e externas. Permite uma alocação mais apropriada do capital de investidores e melhora as relações organizacionais com empregados, organizações da sociedade civil, consumidores, reguladores e a sociedade como um todo. Uma melhor comunicação é crítica para a complementação de planejamento, monitoramento e controle, começando pelo pensamento conectado e melhor colaboração entre diferentes partes interessadas (departamentos, unidades, escritórios) dentro da empresa.

 

• Facilitar a Criação de Valor Sustentável – melhor gestão e melhor comunicação relacionam-se diretamente a um valor melhor para uma organização e o ambiente em que a mesma opera. Adicionalmente, através da aplicação de princípios, que promovem pensamento a longo prazo, o valor criado pode ser sustentável e viável para o benefício a longo prazo de uma organização e todas as partes interessadas. Isso é de especial interesse de stakeholders com interesse material no impacto a longo prazo e da liderança visionaria da empresa envolvida no relato.

 

Esperamos alcançar esses objetivos através da nossa parceria com o Programa de Treinamento do IIRC, desenvolvendo cursos de treinamento na Europa, América do Sul e do Norte, assim como na China, Austrália, África do Sul e Emirados Árabes.

Please reload