December 17, 2018

Please reload

Posts Recentes

Relate ou Explique para os ODS – uma análise crítica da BSD Consulting

July 4, 2019

1/6
Please reload

Em destaque

20 anos da BSD Consulting no Brasil

21/09/2018

Em Junho deste ano a BSD Consulting comemorou 20 anos de existência desde sua fundação na Suíça e neste mês de setembro está celebrando 20 anos no Brasil! Vamos rever em poucas linhas a trajetória de uma empresa que desde sua origem acredita que desenvolvimento sustentável e negócios podem andar juntos. A história da BSD no Brasil teve início a partir de dois temas que convergiram no final dos anos 90: O surgimento da soja transgênica e o conceito de Fairtrade.

 

No final da década de 1990, com a chegada da soja transgênica, organizações ambientais e consumidores se angustiaram diante da perspectiva de que não seria mais possível comprar e consumir alimentos sem modificação genética. Beat Grüninger, na época Oficial de Comunicação do Comitê Suíço da UNICEF com contatos no Brasil, e Peter Teuscher, Agrônomo e Gerente da ONG Gebana, dedicada ao comércio justo, onde Grüninger atuava com conselheiro, pensaram em uma solução que atenderia aos anseios dos consumidores. Juntos, Beat e Peter desenvolveram um modelo de negócio que possibilitava um fluxo controlado de soja de pequenos produtores do Brasil para a indústria alimentícia na Europa. A ideia desde o início era construir um modelo baseado em certificações internacionais de sustentabilidade e com total rastreabilidade da cadeia.

 

Em 1998, junto com Daniel Schuppli, outro suíço que já morava no Brasil, criaram a BSD Consulting (Business – Sustainability – Development) para facilitar a implementação do modelo.  Assim nasceram os dois primeiros escritórios da BSD, em Zurique e São Paulo. O projeto da Gebana AG, que surgiu a partir da antiga ONG, foi incubado nos primeiros anos da BSD e hoje a Gebana é uma das maiores empresas de comercialização de soja orgânica e de outros alimentos sustentáveis, com lojas online na Suíça e Alemanha, e - em breve – no Brasil (www.gebana.com e www.gebana.com.br). A Gebana conta também com empresas de produção no Brasil e em países africanos. Em 2001, a equipe da Gebana se instalou nas suas próprias dependências e recebia ainda apoio da BSD de forma esporádica. Hoje, a Gebana Ag emprega mais de 600 pessoas na Suíça, Holanda, Brasil, Burkina Faso, Benin e Togo e garante para mais de 5000 produtores preços justos para sua produção.

 

O trabalho prático com pequenos produtores rurais e a experiência com certificações socioambientais na cadeia produtiva levou a BSD a ser procurada por outras empresas. A partir de 2001, a BSD começou a atuar pelo sistema Fairtrade no Brasil como auditora de critérios econômicos, sociais e ambientais na produção de laranja e café no Brasil. Ao longo dos 10 anos seguintes, a BSD se consolidou fortemente com o Fairtrade, atuando como escritório de conexão com a Fairtrade International, mas também com grandes projetos liderados pela Fairtrade USA.

 

O conhecimento das práticas aplicadas na área rural levou a outras frentes. Em 2002, a BSD iniciou a divulgação e aplicação da Norma AA1000SES de engajamento de stakeholders, se engajou na aplicação da norma GRI (na época na versão 2002) para elaboração de relatórios de sustentabilidade e começou um trabalho intenso com a primeira certificação de responsabilidade social, a norma SA8000, tornando-se a representante oficial da Social Accountabilty International (SAI) no Brasil desde 2007.

 

Entre os marcos da história da BSD no Brasil estão certamente

  • o primeiro treinamento certificado GRI realizado no mundo em 2006, em colaboração com GVces e Instituto Ethos,

  • o primeiro processo de Assurance AA1000AS de um relatório de sustentabilidade no Brasil aplicado no relatório do banco Itaú  2006

  • a elaboração da primeira matriz de materialidade publicada no Brasil para empresa Holcim em 2007.

 

A BSD é treinadora certificada da GRI desde 2006 – tendo mais de 2.700 profissionais treinados pela BSD até hoje – e também foi pioneira como primeira organização treinadora parceira do IIRC para o Relato Integrado (International Integrated Reporting Council).


Além de trabalhar intensamente com empresas para inserir práticas de gestão de sustentabilidade e elaborar relatórios de sustentabilidade ao longo dos últimos 15 anos, a BSD não se privou de sua experiência de trabalho com cadeias produtivas sustentáveis. Muito pelo contrário, na área de gestão de fornecedores, a BSD Brasil aproveitou as soluções desenvolvidas no nível do grupo BSD, para apoiar empresas na gestão e avaliação dos seus fornecedores. Com projetos inovadores como Tensquared e estudos de impacto para certificadores como ABVTEX, Utz e Fairtrade, a BSD colaborou com a melhoria de condições de produtores e trabalhadores dentro de cadeias produtivas importantes.

 

Um fator relevante para inovação e expansão da BSD Consulting foi a criação do grupo BSD em 2007, quando o colombiano Felipe Arango se juntou a Peter Teuscher e Beat Grüninger e abriu um terceiro escritório da BSD em Bogotá. Com as ferramentas já bem desenvolvidas e disponibilizadas através de soluções práticas, a empresa cresceu rapidamente na Colômbia e logo depois ganhou novas afiliadas no Chile, Equador, Espanha, Portugal, Alemanha, China, México e Peru. Hoje, os escritórios conseguem atender demandas globais e regionais, garantindo a aplicação de padrões globais com conhecimento local em cada unidade.

 

Recentemente, a BSD Brasil embarcou em novas frentes, além do trabalho com treinamentos e consultoria em sustentabilidade. Como representante local da SAAS (Social Accountability Accreditation Services), assumiu a supervisão do programa ABVTEX, que certifica fornecedores e subcontratados do setor têxtil no Brasil. Além disso, está facilitando a implementação de programas de inclusão social através de participação de cooperativas nos projetos de reciclagem de empresas multinacionais. apoiando na melhoria das condições de trabalho dos cooperados.

 

Em nível global, a BSD incubou um importante Think Tank para refletir sobre o futuro da gestão de sustentabilidade e proporcionar uma mudança de paradigmas na atual forma de prestação de contas, através da plataforma Reporting 3.0. Queremos compartilhar esse conhecimento avançado com os nossos clientes no Brasil e levar a discussão de tendências novas para nossa agenda local. Por isso, em breve, vamos surpreender com algumas novidades que servirão para fortalecer ainda mais nosso trabalho em prol da sustentabilidade organizacional.

 

Para consagrar este momento, não podemos deixar de agradecer a todos os colaboradores, clientes e parceiros que acompanharam a BSD ao longo desses 20 anos!

 

 

 

Please reload